31 de março de 2010

Liderança Hoje - Nº 1 (Março 2010)

A próxima geração de líderes


Quanto mais sabemos sobre liderança, mais rápidamente crescemos como líderes e mais longe seremos capazes de ir. Aprender com as experiências de outros capacita-nos a ir mais longe e mais rápido. É esta verdade simples que me inspira a partilhar com todos, com menor ou maior experiência, o que hoje vos escrevo e servirá de introdução a tudo o que a partir de agora desenvolverei mensalmente, sempre com isto em mente: “Somos responsáveis por formar a próxima geração de líderes”.

Com mais de 50 anos de idade e 30 de ministério, pastoreando uma Igreja Local para além das inúmeras outras responsabilidades que tenho, vejo-me rodeado da próxima geração de líderes – homens e mulheres que têm o potencial para modelar a sua geração. Muitos deles estão ávidos por aprender e empenhados a crescer pessoalmente. Ao ser-lhes dada oportunidade, alcançarão coisas que a minha geração apenas sonhou.

O crescimento do Centro Cristão Vida Abundante proporcionou-me uma janela de oportunidade. Um segmento deste notável grupo de homens e mulheres está interessado no que tenho para dizer acerca de liderança e a conhecer o que impulsiona o meu coração. Por isso considero minha responsabilidade dar o que aprendi – e continuo a aprender – enquanto tenho oportunidade.

Se muito será requerido daqueles a quem muito tem sido dado, creio que muito será requerido de mim. Porque a mim me tem sido dado muito sob a forma de exemplo, oportunidade e treinamento.

Recebi do meu pai um excelente exemplo enquanto crescia. Sendo um homem de negócios ocupadíssimo, sempre encontrou tempo para orar com toda a família e proporcionar-nos tempos de férias e diversão extremamente marcantes. Fui nutrido por uma mãe que viu como sua missão preparar-me, a mim e aos meus irmãos, para deixar o “ninho” com a segurança e ferramentas necessárias para ser bem sucedido neste mundo imprevisível.

Foi muito cedo que os meus pais deixaram de tomar decisões por mim e me ensinaram a decidir por mim mesmo e para a minha vida. Que me lembre, só por duas vezes “tive um toque de recolher”... e que toque... “considerado duro na altura, mas visto hoje como de grande proveito”.

Foi-me dada muita liberdade. Mas também me foi dada uma medida completa de responsabilidade que caminhava lado a lado com aquela liberdade. Muitas das suas correcções vinham através do olhar, pois sabia ser suficiente para o entendimento da mensagem.

Não fui um anjo. Em muitos aspectos fui como qualquer outro adolescente ou jovem. Mas os meus inteligentes pais deram-me muito pouco sobre o qual me rebelar. Em vez disso, encheram-me com aquilo que, olhando para trás, aparentava ser uma quantidade de confiança quase ingénua.

Retrocedendo no tempo, posso ver que os meus pais me estavam a preparar para liderar, para o assumir de responsabilidades. Em termos da actual prática e princípios, muito foi captado em vez de ensinado. Não me lembro de uma só conversa que tenha versado a liderança. Mas através da visão que me passaram e das oportunidades que me providenciaram, foi-me dado um bom começo como líder.

Em termos ministeriais, na dezena de anos a trabalhar servindo outros ministérios, muito do aprendido foi igualmente “mais captado do que ensinado”. Aquilo que parecia uma frustração, transformou-se numa excelente escola. E graças a Deus pela “dádiva” do Eric Lavender (meu amigo e mentor de muitos anos) que sempre me fez entender que cada teste, prova, problema ou viagem ao deserto, eram simples formas de crescimento pessoal e ministerial.

Por essa razão, estou convencido que é minha responsabilidade passar o que sei acerca de liderança à geração que caminha lado a lado comigo, como àquela que me segue, e ainda manter uma mente aberta para aprender com eles. Quero que seja um hábito de vida investir tempo na próxima geração, os homens e mulheres capazes que eventualmente captarão o que partilho, passarão a outros e me substituirão no futuro.

Investi e tenho continuado a investir parte da minha vida a servir a geração que me antecede e a aprender deles tudo o que podia ou posso. Disso não quero desistir, mas ao mesmo tempo, quero partilhar com os que me seguem muito do que tenho aprendido e aos meus contemporâneos deixar alguns desafios para que façam o mesmo.

Este tem sido o meu estilo de vida e visão desde o início. Muitos daqueles que tive o privilégio de “discipular” são agora pastores bem sucedidos nas igrejas que pastoreiam. Outros estão envolvidos no mundo empresarial mas mantêm clara a visão de reino de Deus. Só alguns se têm afastado do mapa traçado por Deus para as suas vidas. Estas são as recompensas e dissabores de um investimento em vidas. Mas vale a pena!

Abordo este tema de compartilhar o que tenho aprendido com o total conhecimento que nos dias adiante de mim, os dons da próxima geração para este mundo, por certo farão eclipsar o que quer que seja que tenha tido para oferecer. Mas, este é que é o ponto. Em liderança, sucesso é sucessão. Se alguém que me segue não é capaz de tomar o que ofereci e edificar sobre isso, ou falhei na minha responsabilidade para com a próxima geração ou eles não quiseram ser alunos. “O bom professor é aquele que ensina tudo o que sabe aos seus alunos e é recompensado no futuro quando os vê fazer melhor do que aquilo que ele fez”.

O porquê desta série de artigos? A “reflexão” dos mais de 50 anos! Algumas questões que coloquei a mim mesmo foram:

  • Quais são os princípios de liderança que desejava que alguém tivesse partilhado comigo, quando ainda era um jovem líder?
  • O que é que sei hoje que gostaria de ter sabido antes?
  • De tudo o que pode ser dito ou partilhado acerca de liderança, o que precisa ser transmitido à próxima geração?

Na minha reflexão, identifiquei 6 conceitos que devem estar sempre presentes em nossas vidas e ministérios e acabam por representar o que considero ser o mínimo irredutível, o essencial para a próxima geração de líderes:

1. COMPETÊNCIA

Os líderes precisam canalisar as suas energias para aquelas áreas de liderança nas quais são capazes de subressaír em excelência. Gastamos tanto tempo e esforço a procurar mudar as nossas áreas de fragilidade ministerial, que por vezes nos esquecemos de aperfeiçoar as áreas fortes, onde se concentram os dons dados por Deus.

2. CORAGEM

O líder nem sempre é a pessoa mais capacitada ou criativa da equipa. Não é necessáriamente o primeiro a identificar uma oportunidade. O líder é aquele que tem a coragem de iniciar, de colocar as coisas em movimento, de avançar.

3. CLAREZA

Tempos incertos, confusos, de crise, requerem daqueles que estão em liderança directivas claras da parte de Deus. Contudo, a tentação dos líderes – jovens ou não – é permitir que as incertezas os deixem paralizados ou sigam as muitas vozes que nessas alturas se levantam. O líder da próxima geração precisa de aprender a esperar em Deus e a ser claro mesmo quando não está certo, quando não está tudo claro e existem dúvidas.

4. MENTOREAMENTO

Você pode ser bom. Você até pode ser melhor do que todos os outros. Mas sem um mentor você nunca será tão bom como poderia ser.

5. CARÁCTER

Qualquer um pode liderar sem carácter, mas nunca será um líder que valerá a pena seguir. Carácter providencia à próxima geração de líderes, a autoridade moral necessária para colocar junto as pessoas e os recursos necessários para levar por diante uma iniciativa ou empreendimento.

6. CARISMA

Todos os bons livros, pregações e ensinamentos que adaptam as estratégias, filosofias e psicologias deste mundo ao Evangelho, podem de facto trazer algum proveito em como alguém pode ser bem sucedido, em como alguém se pode vir a transformar num bom líder. Mas os líderes da próxima geração não poderão nunca esquecer que não impressionarão o mundo com o seu sucesso ou prosperidade, mas com o verdadeiro amor e poder de Deus.

A minha paixão é ajudar todos os que for possível a serem equipados para serem os líderes cuja vida está marcada por qualidades que garantem uma experiência sem arrependimento a todos aqueles que decidirem seguir-vos; líderes que deixam este mundo melhor do que aquele que encontraram.

Pensam que isto é um exagero?

Pensem sobre isto: Existem hoje muitos jovens de ambos os sexos que nas mais diversas áreas – negócios, artes, política, economia, tecnologia, educação, matemática, medicina, religião e outras – modelarão o futuro durante o seu trajecto de vida. Hoje, ninguém sabe quem eles são. Mas o amanhã os revelará. Com a nossa atitude podemos decidir não fazer nada ou investir os nossos dons e talentos e dar oportunidades aqueles que merecem e estão dentro das nossas igrejas.

Vamos começar!?

De Pastor para Pastor - Março 2010

A IMPORTÂNCIA DE TER UMA VISÃO


Ao dirigir-me a pastores e outros líderes através deste artigo, gostaria de expressar principalmente a minha gratidão a Deus e àqueles que Ele usou, para que o “conhecimento e a revelação” da importância de ter uma visão, chegassem até mim. Seguindo o princípio de que “o que d’Ele temos ouvido e aprendido, devemos passá-lo a homens fiéis” (II Timóteo 2:2), é meu desejo que o que aqui escrevo, possa servir para edificação e desafio de cada um de vós.


VISÃO - VAMOS CAPTÁ-LA


“Não havendo visão, o povo segue indisciplinado e insubordinado” (Provérbios 29:18).


O poder de antecipação de uma medalha, disciplina o atleta e dá-lhe propósito e direcção. UMA visão em nós, não somente dá direcção, propósito e constrangimento, mas também produz unidade - sem visão há divisão, visto que não poderão andar dois juntos se não estiverem de acordo (Amós 3:3).


Uma Visão - Vê

Quando a Bíblia fala de - TER UMA VISÃO - refere-se à capacidade de “vermos para além do visível” e “do poder de vermos com os olhos da fé algo que ainda não existe física ou materialmente”. Como cristãos e líderes, é imperativo que tenhamos uma visão, se intencionamos vencer os obstáculos que o inimigo coloca à nossa frente para nos impedir de cumprir o plano de Deus.


Uma Visão - Liberta

Uma visão, não só nos capacita para “vermos para além do visível”, mas também nos dá “uma nova liberdade e razão de viver.”

A visão cria em nós o desejo e entusiasmo necessários, para vermos as circunstâncias e situações de forma diferente e nos manter activamente lutando por cumprirmos o plano de Deus.


Uma Visão - Desperta a Criatividade

Alguém afirmou e eu concordo que: “o homem mais pobre, mundialmente falando, não é aquele que não possui um centavo, mas sim aquele que não possui uma visão.”


A Bíblia nos ensina que: “Sem visão (uma razão para estar, viver), o povo perece (é destruído, passa para uma condição inferior, expira).” (Provérbios 29:18)


Quando temos uma visão, somos inspirados a continuar na estrada do sucesso (fazer o que Deus quer que nós façamos) e a procurar meios produtivos para mudar as circunstâncias e situações ou coisas que nos envolvem.


Uma Visão - Concorda

Ao estudarmos a Palavra de Deus, vemos nela algumas leis e princípios espirituais, que quando aceites e postos em prática, garantem-nos o sermos bem sucedidos (embora isso não nos isente de lutas, batalhas, tempestades e outros afins). Deixem-me relembrar-vos alguns desses princípios:


APRENDAMOS A PENSAR GRANDE COM DEUS

Antes de morrer, Moody disse aos seus filhos: “Se Deus é o vosso companheiro e sócio nº 1, façam GRANDES planos.”


O nosso Deus é grande, mas quando se trata de visão, Ele só fará o que lhe for permitido fazer, pelas pessoas que têm a visão.


Em Efésios 3:20, o apóstolo Paulo afirma: “Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera.”


O poder de Deus é liberto (posto em acção), quando libertamos a nossa fé. Como libertamos nós a nossa fé? Por palavras (de acordo com a Sua vontade expressa) e acções. Assim, à medida que estamos dispostos a agir para libertar a nossa fé, o poder de Deus é liberto para trabalhar em nosso favor, capacitando-nos a cumprir a visão que temos de uma maneira e grau que ultrapassam as nossas expectativas.


APRENDAMOS A ESCREVER A VISÃO

Deus fala connosco de muitas maneiras. Claro que, prioritariamente, o faz pela Sua Palavra. Mas também o faz por “sonhos,” “ideias criativas,” “pequenas intuições” e outras formas. E é nossa tendência pensarmos que sempre que isso acontece, mais tarde o iremos recordar na íntegra. Mas nem sempre é assim. Às vezes, esquecemos. Daí a importância de escrevermos a visão. “...Escreve a visão e torna-a bem legível sobre tábuas, para que a possa ler o que correndo passa.” (Habacuque 2:2).


APRENDAMOS A AGIR

Quando Deus nos mostra algo é importante que comecemos a agir na revelação recebida. Claro que isto não invalida a planificação, a preparação e o estabelecimento de uma estratégia. Mas uma coisa é certa - temos de olhar para o futuro com fé.


Enquanto a esperança espera que as circunstâncias se alinhem com a vontade de Deus (e por favor, não interpretem que desvalorizo este poder cooperativo da fé), é a fé que faz com que essas circunstâncias se alinhem e o caminho seja aberto.


Deus deu-nos a visão para vermos os nossos alvos, a sabedoria para estabelecermos o que vemos, o desejo e a determinação para prosseguirmos agressivamente o nosso sonho e a fé para alcançarmos o que está no nosso coração. Será que com tudo isto que Deus nos deu, podemos pensar em falhar? Não.


VISÃO - VAMOS MANTÊ -LA


Quando possuímos uma visão, é necessário “segurá-la” ou “mantê-la” viva. Eis três áreas onde a devemos pôr positivamente em acção:


NO INDIVÍDUO (EM NÓS)

Muitas vezes torna-se tão óbvio reconhecermos os que têm ou não uma visão, simplesmente pela forma como falam, vestem ou comportam. Estes são sinais evidentes da existência ou não, de uma força motivadora na vida, de um propósito para viver e de um alvo para alcançar. Saibamos expressar bem o que cremos e façamo-lo com excelência.


NA COMUNIDADE

“Vós sois o sal da terra...Vós sois a luz do mundo.” (Mateus 5:13, 14)


As comunidades bem sucedidas são aquelas cuja população tem uma visão individual para eles próprios e suas famílias e uma visão colectiva para as suas igrejas, escolas, cidades, regiões, províncias, etc.


A nossa visão tem de atingir as nossas comunidades.


A NAÇÃO

Entre as muitas implicações da “acção do Espírito de Deus” na Sua Igreja, uma delas é a remoção de “uma mentalidade escapista, de pequenez e incapacidade,” a fim de nos tornarmos na Igreja Gloriosa que Ele está preparando (Efésios 5:26, 27). Deus está a levantar uma geração de cristãos nascidos de novo, que crêem que são como “a semente do grão de mostarda” (Mateus 13:31, 32) e que são chamados para influenciarem desde a sua Jerusalém até...aos confins da terra.


VISÃO - VAMOS USÁ-LA


Diferentes pessoas nascem com visões diferentes. Mas seja qual for a visão recebida, Deus quer que tudo comece quando aprendemos a lição de usarmos os meios ou recursos que Ele colocou à nossa disposição. Aprendamos a confiar, porque A VISÃO DE DEUS É SEMPRE ACOMPANHADA DA SUA PROVISÃO.


Em jeito de conclusão, deixem-me colocar algumas questões:

  1. Estamos nós a experimentar “o impossível” em nossas vidas?
  2. Estamos vendo as “impossibilidades” tornarem-se “realidades”?
  3. Estamos vendo “montanhas” a serem removidas?

SE NÃO, será melhor colocarmos menos ênfase em dizermos aquilo que cremos e a pormos mais ênfase em crermos naquilo que dizemos.



João Cardoso






4 de março de 2010

Poucas Palavras, Grandes Ensinamentos - Nº 3 (Mar. 2010

PARA HOMENS
  1. A medida de um homem não é feita pelo que ele faz no domingo, mas antes pelo que ele é de segunda-feira a sábado. (Colossenses 1:9,10 "...e oramos para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra").
  2. O mundo é abençoado na maior parte das vezes por homens que fazem as coisas, e não por aqueles que meramente falam em fazê-las. (Tiago 1:22 "E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos").
  3. É impossível ao homem ficar desesperado, se somente se lembrar de que o seu auxiliador é omnipotente. (Salmo 121:1,2 "Elevos os meus olhos para os montes; de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra").
  4. Os homens, pelo empenho de alcançar melhor condição de vida, esquecem-se de vivê-la. (Salmo 127:2 "Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão das dores, pois ele dá aos seus amados o sono").
PARA MULHERES
  1. Você nunca estará em posição tão alta como quando está ajoelhada. (Tiago 4:10 "Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará").
  2. Entregue os seus problemas a Deus: Ele sempre estará acordado toda a noite. (Salmo 121:3 "Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda").
  3. Deveríamos agarrar-nos a toda a oportunidade de incentivar. O incentivo é oxigénio para a alma. (Provérbios 15:23 "O homem se alegra em dar resposta adequada, e a palavra, a seu tempo, quão boa é!").
  4. Quando chego ao fim das minhas forças, Deus estará lá para tomar o meu lugar. (Hebreus 13:5 "...porque ele tem dito. De maneira alguma te deixarei, nunca jamais re abandonarei").
PARA CASAIS
  1. Um casamento pode ser feito no céu, mas a sua manutenção deve ser feita na terra. (Filipenses 4:9 "O que aprendestes, e recebestes, e ouvistes de mim, e em mim vistes, isso fazei. E o Deus de paz será convosco").
  2. O melhor de um casamento de longa data é apaixonar-se pela mesma pessoa de novo... e de novo... e de novo. (Provérbios 5:18,19c "Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade... e pelo seu amor sejas sempre cativado").
  3. Para manter o seu casamento transbordante de amor na taça do amor, admita todas as vezes em que estiver errado, e sempre que estiver certo, cale-se. (Tiago 5:16a "Portanto, confessai os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros, para serdes curados...").
  4. Como tornar-se um casal feliz no casamento não é algo que possa ser ensinado, somente aprendido. (Efésios 5:10 "Descobrindo o que é agradável ao Senhor. Que sua vida seja prova constante do que é aceitável ao Senhor").
PARA PAIS
  1. Leva-se muito tempo para se ser um bom pai. Empenha-se com esforço - tentando, falhando e tentando novemente. (Gálatas 6:9 "E não nos cansemos de fazer o bem, pois a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido").
  2. Os filhos necessitam desesperadamente de saber - e ouvir de forma que entendam e se lembrem - que são amados e valorizados pelo pai e pela mãe. (I João 3:18 "...não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade").
  3. A felicidade é um facto interno, e não externo; assim sendo, ela não depende do que possuímos, mas sim do que somos. (Lucas 12:15 "Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; a vida de um homem não consiste na abundância de bens que ele possui").
  4. O homem tolo procura a felicidade ao longe; o sábio cultiva-a sob os seus próprios pés. (Filipenses 4:11 "...pois já aprendi a contentar-me em toda e qualquer situação").
PARA MÃES
  1. Só existe uma criança bonita no mundo, e toda a mãe a tem. (Eclesiastes 3:11 "Tudo Deus fez formosos em seu tempo").
  2. O amor de mãe é como o amor de Deus; Ele nos ama não porque somos amáveis, mas porque amar faz parte de sua natureza, e porque somos seus filhos. (I João 4:10,11 "Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou, e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, se deus assim nos amou, nós também devemos amar uns aos outros").
  3. Crianças, soletrem "amor" ... T - E - M - P - O. (Efésios 5:15,16 "Vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus").
  4. Uma criança deve ser alimentada de leite e elogios. (Efésios 4:29 "Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, conforme a necessidade, para que beneficie aos que a ouvem").

Motivação Empresarial e Profissional - Nº2 (Março 2010)

"Quando Deus mede um homem, passa a fita métrica em torno do coração, não do cérebro".

"A medida de uma vida, no final, não é a sua duração, mas a sua doação". (Corrie Ten Boom)

"A observância desta verdade mantém os seus motivos puros e protege-o da ambição, tornando-o semelhante a Jesus". (John Maxwell)

"Problemas não são os seus problemas. O que importa não é o que lhe acontece, mas o que acontece em si". (John Maxwell)

"Experiência é saber uma quantidade de coisas que não deve fazer". (William Knudson)

"O jovem conhece as regras, mas o velho conhece as excepções". (Oliver Wendell Holmes)

"A maioria das pessoas é instruída muito além do seu nível de obediência". (John Maxwell)

"Dê-me um funcionário de escritório com um objectivo e eu lhe darei um homem que fará história. Dê-me um homem sem objectivos e eu lhe darei um funcionário de escritório".

"Quando a oportunidade bate à porta, algumas pessoas estão no quintal à procura do trevo de quatro folhas".

"Sorte é o que acontece quando a preparação encontra a oportunidade".

"Certos homens têm entusiasmo por 30 minutos, outros por 30 dias, mas é o homem que tem entusiasmo por 30 anos que faz da sua vida um sucesso". (Edward B. Butler - Cientista Americano)

"É possível criar vários mecanismos para enfrentar conflitos. Será melhor para a organização, porém, desenvolver uma maneira de apreciar o poder criativo do conflito e procurar tirar proveito dele". (Michael Hammer - Consultor Empresarial e Consultor)

""Nas grandes equipas, os conflitos tornam-se produtivos. Livre fluxo de ideias e sentimentos conflituantes é essencial para o pensamento criativo. Para descobrir novas soluções ninguém deve contar só consigo mesmo". (Peter Senge)

"Há dois tipos de pessoas que não interessam a uma boa empresa: as que não fazem o que se manda e as que só fazem o que se manda". (Henry Ford - Industrial Americano)

"O sucesso é a soma de pequenos esforços - repetidos dia sim, e no outro dia também". (Robert Collier)