15 de outubro de 2010

A Comunhão dos Desavergonhados

Eu faço parte da comunhão dos desavergonhados. Eu tenho o poder do Espírito Santo. Os dados foram lançados. Eu pisei a linha. A decisão foi tomada. Eu sou um discípulo Seu. Eu não vou olhar para trás, afrouxar, abrandar, recuar ou ficar parado. O meu passado está redimido, o meu presente tem um propósito e o meu futuro está assegurado. Estou farto e acabado para a vida de baixo nível, andar pela vista, planos pequenos, joelhos fracos, sonhos sem cor, visões limitadas, falar mundano, dar escasso e alvos minúsculos. Eu não preciso mais de proeminência, prosperidade desmedida, posição, promoção pessoal, aplausos ou popularidade. Eu não tenho que estar certo, ser o primeiro, ser o melhor, reconhecido, louvado, considerado ou recompensado. Eu agora vivo pela fé, inclinado na Sua presença, caminhando com paciência, vivendo pela oração e trabalhando com poder. A minha face está determinada, a minha marcha é rápida, a minha meta final é estar com Ele. A minha estrada é estreita, o meu caminho é áspero, as minhas companhias são poucas. O meu Guia é de confiança, a minha missão é clara. Eu não posso ser comprado, comprometido, desviado, atraído, ameaçado, intimidado, manipulado, puxado para trás, iludido ou atrasado. Eu não vou recuar perante o sacrifício, hesitar na presença de um adversário, negociar à mesa com o inimigo, ponderar no meio da popularidade ou divagar no labirinto da mediocridade. Eu não vou calar-me ou desistir até que levante, armazene, ore, pague e pregue a causa de Cristo! Eu devo ir até que Ele me pare. E quando Ele vier por mim - Ele não tenha problemas em me reconhecer; as minhas cores serão claras, a minha bandeira estará limpa.

13 comentários:

  1. Ah...como é bom Pastor.
    Isto é o que verdadeiramente eu traduzo como : "livre, leve e solto..."
    É simplesmente maravilhosa a certeza que temos daquilo que queremos e abraçarmos e lutarmos por uma causa que nos faz crescer e nos torna maiores do que aquilo que sequer imaginamos.
    A causa de Cristo é algo de engrandecedor. Numa sociedade em que as pessoas estão dando suas vidas por causas que não valem a pena, é por Cristo que devemos estar dispostos a ir longe – a ir até os confins da Terra! Que Deus o abençoe neste caminhar com ELE, por ELE e para ELE.

    ResponderEliminar
  2. Muito bom. Não é um renascer é o atingir de um novo patamar. Steve Green tem uma música que diz: Hidden valleys produce a life song, Produz também o refinar da realeza, e tu meu caro chegaste à aristocracia celestial. Ab
    L. Miguez

    ResponderEliminar
  3. Maravilhoso tudo isso que escreveste coisa boa é fazermos parte desse número de pessoas.
    (Isabel Silva)

    ResponderEliminar
  4. Meu Amigo: Um texto magnífico que só vem confirmar o que todos sabemos. Desavergonhados já somos dois. Mas há mais, muitos mais. Ouvi dizer que andam pelo menos mais 7.000 à solta. Parabéns.
    (Manuel Adriano Rodrigues)

    ResponderEliminar
  5. Muito bom! Este deve ser o nosso objectivo de vida sempre!
    (André D. Lopes)

    ResponderEliminar
  6. Excelente João!!!
    Não se conseguia escrever esse texto se não viesse do coração .Deus te abençoe, a tua família e o teu ministério. Um abraço.
    (Teresa Pereira)

    ResponderEliminar
  7. Os desavergonhados
    pisaram a linha
    andam por aí
    congregados
    de cara levantada
    passo decididos.
    Mãos honradas.
    Olhos determinados!

    Pés
    em caminhos limpos
    lavados
    e iluminados
    sem passos nas sombras escuras
    duvidosas.
    Maldosas.
    Ardilosas!

    Rostos decididos
    sempre inclinados para cima
    em preseverança
    Em confiança.
    Em segurança!

    Coração de bondade!
    Olhos de eternidade!
    Boca em liberdade!

    Passado cumprido!
    Futuro assegurado!
    Presente com sentido!

    Dizem
    estar cheios de Deus
    sem medida
    e que não negoceiam
    nem a morte
    nem a vida
    abundante.
    Acutilante.
    Pujante!

    O dados
    estão lançados:

    A sua bandeira
    é Cristo.

    Os desavergonhados!

    (Manuel Adriano Rodrigues)

    ResponderEliminar
  8. Pastor nao ha mais nada a dizer sobre isto, o senhor acabou por ser a boca de toda a cristandade, com esta excelente reflexao. Tomo suas, minhas palavras, pois sabio é akele k ouve e pratica, e eu vou praticar. Obrigada pastor.
    (Ana Santos Pais)

    ResponderEliminar
  9. Excelente reflexão e pensamento. O bom desta ideia, é que esta baseada em Jesus na nossa vida. O menos bom é a linha fina, que nos divide entre a espiritualidade e a carne, e esta compromete o nosso relacionamento com Deus, e o fazer cumprir esta refelxão e pensamento. Obrigado pastor!!! Deus o abençoe, poderosamente...

    ResponderEliminar
  10. Pastor nao ha mais nada a dizer sobre isto, o senhor acabou por ser a boca de toda a cristandade, com esta excelente reflexao. Tomo suas, minhas palavras, pois sabio é akele k ouve e pratica, e eu vou praticar.
    Obrigada pastor.
    (Ana Santos Pais)

    ResponderEliminar
  11. Não mais o vulgar...é uma nova dimensão e estilo de vida. Gostei muito, maravilhoso!
    Ruth Fernandes

    ResponderEliminar
  12. Parabéns Pastor eu quero fazer parte deste grupo maravilhoso "Desavorgonhados".Deus o abênçõe Alda Costa

    ResponderEliminar
  13. Quem a Deus tem, nada lhe falta. Só Deus basta!

    Parabéns Pastor ,para fazer uma obra de arte não basta ter talento; não basta ter força; é preciso também viver um grande amor.O amor Eterno de Jesus Cristo .

    "DESAVERGONHADOS" todos devem ser ...pois que a verdade ,tem de prevalecer !!!

    Deus o abençoe Pastor.
    Cláudia Abreu

    ResponderEliminar